12 conselhos para aumentar as vendas porta a porta

venda-porta-a-porta

O fim do ano é uma época interessante para as vendas – incluindo as do tipo porta a porta. Mas como fidelizar os clientes e fazer novos contatos nos meses seguintes? De acordo com Luiz Alexandre de Paula, diretor de consultoria da GS&MD, uma somatória de fatores vai transformar aquela revendedora comum em uma consultora de sucesso. Confira abaixo as dicas do consultor:

1. Seja consultora, em vez de revendedora

Para de Paula, há uma grande diferença entre a revendedora e a consultora. Enquanto a primeira apenas revende os produtos, a segunda conhece a marca e a mercadoria, propõe combinações e conhece as reais necessidades das clientes.

2. Tenha um relacionamento ativo com a clientela

Aproximação e contato semanal com as clientes são, para de Paula, duas questões importantíssimas para garantir a segunda venda. “Essa troca de informações pode ser feita por meio de e-mail, redes sociais ou newsletters.”

3. Mantenha suas clientes sempre informadas

Sempre alerte sua cliente sobre as ofertas, os brindes e os lançamentos do novo catálogo. “Dessa maneira você fideliza sua relação com elas.”

4. Crie um perfil no Facebook

Por meio da rede social, além de você publicar informações sobre a marca, promoções e lançamentos, pode compartilhar os depoimentos de clientes que gostaram de determinado produto. “Isso agrega valor à marca e atrai a atenção de novos clientes”, diz de Paula.

5. Apresente as novidades em primeira mão

Para os clientes mais íntimos, vale apresentar os lançamentos e as promoções do catálogo primeiro. “À medida que você trabalha essa relação, consegue aumentar suas vendas, e com menos trabalho.”

6. Entenda as necessidades e as características de cada cliente

Segmente a clientela e não ofereça produtos de que as clientes não gostam. “Se ela gosta de maquiagem, não insista para que ela leve também o hidratante corporal da promoção. Isso pode irritar a cliente e impedir uma próxima venda”, afirma de Paula.

7. Aumente a distribuição

No início do negócio, é importante trabalhar com uma carteira vasta de clientes. Mas, com o passar do tempo e a identificação das clientes fiéis, concentre-se naquelas que compram sempre, oferecendo um trabalho personalizado.

8. Evite grandes reuniões com a clientela

Fazer eventos para reunir as clientes e mostrar os produtos pode não ser uma boa ideia. Segundo de Paula, a dispersão toma conta do local e as consumidoras não se sentem privilegiadas. “Faça eventos mais direcionados, como uma aula de automaquiagem, e com menos pessoas.”

9. Invista na profissão

Se você é uma revendedora de cosméticos, por exemplo, faça um curso de maquiagem ou algo voltado à estética. “Com capacitação, você tem mais credibilidade com a cliente e consegue oferecer o produto com mais propriedade”, diz o consultor.

10. Dedique um tempo diário à atividade

Mesmo que a venda direta seja sua segunda fonte de renda, vale dedicar no mínimo duas horas por dia ao trabalho. “Use esse tempo para fazer o marketing com as clientes por meio das redes sociais.”

11. Consuma o que você revende

Antes de revendedora, a mulher deve ser consumidora dos produtos que vende. “Ao chegar para a venda maquiada, perfumada e produzida com os produtos da marca, você consegue convencer a cliente mais facilmente, além de oferecer mais credibilidade aos produtos.”

12. Invista em um pequeno estoque

Ter alguns itens a pronta entrega vai diferenciar você de outras revendedoras e atrair os clientes que não têm paciência para esperar a chegada do produto. “Para ser um risco calculado, invista naqueles produtos que saem com mais frequência”, diz de Paula.

Fonte: Revista Pegn

Share Button
0